12 de jul de 2015







A Mulher no contexto: Igreja


A mulher foi dada ao homem para que fosse a sua auxiliadora (Gn 2:18) visando o seu bem estar. Não obstante, Deus não a limitou com relação a sua intelectualidade, de forma que ela não pudesse produzir na vida social. Ele não determinou para que ela fosse apenas do lar ou simplesmente para procriar e cuidar dos seus filhos, isso significa que ela tem o direito de desenvolver suas habilidades e competências no meio em que vive, e Deus mostra claramente em Pv 31:10-31. E o próprio Deus a tem por mulher virtuosa, quem a achará? Seu valor excede o de finas jóias.

Na igreja do Senhor Jesus, a mulher tem contribuído de forma maravilhosa para o crescimento do reino de Deus, elas representam uma grande força no trabalho cristão. E, praticamente estão envolvidas em quase todos os trabalhos - lideram grupos, desempenham trabalhos infantis, cuidam de adolescentes, ensinam na escola dominical, na evangelização, participam de trabalhos sociais na igreja e fora dela junto às comunidades carentes. Muitas igrejas “têm se mantido graças a força e a lealdade das irmãs que se persistem”..firmes, constantes e sempre abundantes na obra do Senhor..” (ICo 15:58)

Exemplos mais comuns de funções desenvolvidas por mulheres na igreja:



Freqüência: Em muitas igrejas, senão em toda, a freqüência às reuniões são muito maiores que a dos homens.

As mulheres cristãs sempre realizaram muitos serviços valiosos em conjunto com os outros Departamentos. Na verdade, não é exagero dizer que as igrejas não seriam o que são, nem poderiam realizar o que fazem, sem as irmãs. Sempre presentes, sempre suporte para os outros ministérios na igreja.

Suporte financeiro: Ninguém, a não ser o Senhor, sabe perfeitamente quem realmente contribui, e o que dão. Mas, podemos facilmente assumir que uma grande porção do suporte financeiro para a obra do Senhor provém das irmãs que além de sua fidelidade nos dízimos e ofertas, buscam proporcionar outras fontes de ajuda para igreja como cantinas, etc.

Oração: A oração é a fonte do poder e do testemunho de Deus, e muitas mulheres cristãs são verdadeiras guerreiras na oração. Invisível aos olhos humanos, seus labores diante do trono da graça são bem conhecidos por Deus. O futuro, sem dúvida, revelará que muitos dos progressos das igrejas, e o poder e ganhos dos irmãos pregadores foi atribuído diretamente às orações das irmãs. É comum ver nas reuniões e vigílias a ausência de homens mas as mulheres são perseverastes e fieis nas orações.

Música: Embora algumas igrejas tenham homens instrumentistas; pianistas e organistas são mais frequentemente tocados pelas irmãs. Os membros femininos do coral geralmente são mais numerosos que os masculinos, e, frequentemente, encontramos melhores vocalistas entre as irmãs que entre os irmãos.
Trabalhos com as crianças: Muitos adultos salvos recordam-se com gratidão das primeiras influências em favor de Deus recebidas da “tia” na Escola Dominical. Geralmente, a grande maioria dos professores de Escola Dominical são irmãs dedicadas. E em outros trabalhos com crianças uma enorme contribuição está sendo feita pelas irmãs nas igrejas.


Atividades sociais: Quando se trata de preparar comida, os esforços dos membros masculinos de uma igreja geralmente estão limitados a um churrasco em alguma reunião social da igreja. Para todas as demais reuniões a igreja depende do trabalho voluntário das irmãs. Seja qual for o tipo de trabalho social, a presença das irmãs é bem marcante seja como auxiliadoras ou como lideres.

Visitação: "Estava.. .enfermo e me visitastes" (Mateus 25:36). "A religião pura e sem mácula, para o nosso Deus e Pai, é esta: visitar os órfãos e as viúvas nas suas tribulações" (Tiago 1:27). Eis aqui um ministério sem limites, tanto em possibilidades como em bênçãos. E está aberto a todos: evangelistas, pastores, mestres, anciãos, e irmãs. A visita simpática e gentil de uma irmã piedosa pode abrir mais corações que muitos longos sermões.


Evangelismo: A obra evangelística tem presença marcante do trabalho feminino, dedicadas e sensíveis a causa dos perdidos, abdicam do seu descanso e muitas, do seu lar, para levar a mensagem do evangelho seja na sua vizinhança, seja nos confins da terra.


Na igreja do Senhor elas têm todas essas oportunidades, porém dentro dos seus limites. Encontramos também nas escrituras, mulheres que foram grandes heroínas Ester, Débora entre tantas, as quais tomaram decisões importantes em algumas circunstâncias, ou seja, mulheres de destaque na época. No sentido profissional muitas delas tem formação superior: Educação teológica, pedagogia, direito, medicina e política. Isso mostra que a mulher tem capacidade para desenvolver as mais diversas funções na sociedade e na igreja. Contudo, na família e no contexto espiritual a liderança é dada por Deus ao homem. Este, muitas vezes, tem se esquivado das suas responsabilidades e levado a mulher a assumir mais esse papel- “chefe” de família, ainda que muitas tenham assumido por motivos adversos. Ainda assim, a mulher tem provado que é forte, guerreira, que dá conta do recado sim! Mesmo quando só desejaria ser UMA AUXILIADORA.

11 de julho, uma data especial para a Mulher Congregacional. Há mais de um século que as servas do Rei Jesus vêm desempenhando seu papel tão precioso para no reino de Deus, graças Aquele que nos sustenta, capacita e trabalha por nós - o nosso Bom Pai, Senhor e Deus, a Ele toda honra, glória e louvor neste dia e sempre.

Nenhum comentário:

Edifique sua vida louvando ao Senhor